Paris é cheia de tesouros e entre eles a Sthohrer, a pâtisserie mais antiga de Paris, venha conhecer mais sobre essa confeitaria histórica.

A história da Stohrer

Em 1725, Louis XV casou-se com Marie Leszczynska, filha do rei Stanislas da Polônia. Foi então que o chefe pâtissier polonês Nicolas Stohrer mudou-se também para Versailles para acompanhar a então rainha. Cinco anos depois, em 1730, Stohrer abriu sua própria loja na rue Montorgueil, número 51, Paris. Em sua cozinha, Stohrer criou e aperfeiçoou doces maravilhosos para a alegria da grande corte e nossa também. Nasceu assim a confeitaria mais antiga de Paris.

Visitando a pâtisserie mais antiga de Paris

E a boa notícia é: você pode visitar e, claro, degustar todas as gostosuras que a realeza amava. A loja permanece no mesmo endereço desde sua abertura, assim como o decor. As famosas pinturas em vidro foram feitas em 1860 por Paul Baudry {que participou na decoração do Château de Chantilly e Ópera de Paris}. A Ilustração mostra a colheita do trigo, ingrediente básico e essencial para as massas utilizadas pelo pâtissier.

E o bacana é que a Stohrer não se tornou um lugar super chique ou overpriced só porque é histórico. Manteve-se como um local tradicional e simples. A fachada é um amor, muitos turistas param para tirar fotos sem nem mesmo saber a história do lugar.

 

A especialidade da casa: baba au rhum

Baba ao rum, Ali-Baba, Baba Chantilly

Stohrer foi o grande criador da sobremesa que conhecemos hoje como baba au rhum. Logo, quando for à casa não deixe de pedir um, hein! O doce é uma espécie de bolinho/brioche com calda de rum e creme de pastelaria ou chantilly, dependendo da receita. A casa Stohrer oferece três versões ainda hoje:

  • Ali-Baba, regado com rum e coberto com creme de baunilha e uvas secas
  • Baba au rhum, o bolinho com rum
  • Baba chantilly, o bolinho com rum coberto com chantilly

Eles recomendam ainda que você coma ou sirva o doce acompanhado de uma salada de frutas vermelhas. Já provei e fica realmente uma delícia.

Além da invenção do baba au rhum, a casa também é conhecida por replicar muito bem as rececitas do Puit d’Amour e Religieuse à l’ancienne.

Religieuse e Puit d’Amour

Outras delícias

Atenção, cenas fortes…

Ficou curioso para conhecer outros tesouros gatronômicos em Paris?

A PariSabor oferece Passeios Gastronômicos com degustações inclusas, cada parada uma degustação! Informações pelo e-mail: pedrozajanaina@gmail.com.

Fotos: Divulgação

Share: